CRESCENDO O AMOR FAMILIAR

               “Esta é a nossa oração: Pedimos ao nosso Senhor que o nosso amor cresça cada vez mais, juntamente com o verdadeiro conhecimento e a perfeita compreensão um do outro para que possamos escolher fazer sempre o melhor um pelo outro. Então, no dia em que Cristo voltar, nós estaremos livres de toda impureza e culpa. As nossas vidas estarão cheias de boas qualidades que o Senhor Jesus Cristo produziu em nós, para que Deus seja glorificado.” (Fil. 1.9-11)

 

               A oração do apóstolo Paulo nos conduz a quatro princípios que podemos usar para desenvolver o nosso amor conjugal e familiar, pois somos ligados por laços de amor, e estes podem ser desfeitos e refeitos, enquanto o nó precisa ser cortado. Olhemos para os princípios e se precisarmos refazer os laços, refaçamos. Se estamos apertados pelos nós, tomemos coragem de cortar e refazer um belo laço de amor.

 

                1º PrincípioO valor Pessoal – “juntamente com o verdadeiro conhecimento e perfeita compreensão um do outro”… Aceite e entenda que a sua (seu) esposa (o) é uma obra preciosa de Deus. O casamento é um garimpo de uma pedra preciosa que há na vida um do outro. Mas, no garimpo, sempre em meio ao que é precioso, vem à sujeira. DICAS – a) transmita sua satisfação pelas qualidades interiores de sua esposa (o) b) Identifique os traços de personalidade que você não aprecia nele(a). Verifique se podem ser mudados. Se não podem: 1) reconheça que foi Deus quem fez assim, e se você não gosta é só Ele quem pode mudar, não tente fazer isto.  Se você ficar amargurado por isto, lembre que sua amargura deve ser confessada a Deus, pois Ele é o culpado. 2) Mantenha os olhos abertos para os pontos forte a fim de que você possa cooperar na transformação  que Deus pode fazer nos pontos fracos.

 

                2º Princípio Do Amor – “Para que possamos escolher fazer sempre o melhor um pelo outro”… – Amar é decidir fazer sempre o melhor pelo outro. Aprender com as irritações causadas pelo seu cônjuge, como uma oportunidade de demonstrar amor um pelo outro, e deve ser fruto de uma decisão. Só é possível perdoar as ofensas através do amor de Deus.

Aprendam a perdoar; muitas vezes não aprendemos isto em família.  DICAS – 1) esclareçam os mal entendidos através das irritações do cônjuge. 2) Aproveite as irritações causadas, e que são inevitáveis, como oportunidade para aprender a se tornar mais sensível  e carinhoso. 3) Procure ser sensível para descobrir o que você faz que leva o espírito dele a reagir com o seu espírito e faça um voto de não repetir.

 

                3º Princípio Da Coragem – “Então, no dia em que Cristo voltar, nós estaremos livres de toda impureza e culpa.” Apóie e encoraje um ao outro a firmar o testemunho de estarem unidos no propósito de fazerem sempre o que é certo diante de Deus. Não aceitem cumplicidade um do outro do que é errado, do jeitinho brasileiro. Se ela (e) ofender alguém diga que há um erro. DICAS: 1) Cultivem a confiança de que a vida cristã sempre será uma vida superior, melhor, com uma recompensa de glória. 2) Resistam as pressões sociais de se tornarem participantes do sistema do mundo sem Deus. 3) Estabeleça alvos de ajudar a outros casais, ou solteiros a experimentarem um crescimento na vida cristã ou conjugal. 3) Evite tomar uma posição ao lado do que é direito, correto, sem que haja uma atitude de amor para com os outros.

 

                4º PrincípioDa Graça (direitos pessoais) – “As nossas vidas estarão cheias de boas qualidades que o Senhor Jesus Cristo produziu em nós, para que Deus seja glorificado” Entregue todas as posses ao Senhor, e fique na expectativa de que Deus intervenha de maneira sobrenatural a favor de vocês, como casal. Toda boa qualidade que vocês viverem um para com o outro ou para o próximo é produto da Graça do Senhor Jesus em vocês. Os seus direitos pertencem ao Senhor de vocês. DICAS – 1) Cultivem o hábito de DAR para suprir as necessidades de seu cônjuge em vez de ficar esperando RECEBER  para satisfazer suas necessidades próprias. 2) Exerçam um ministério como casal, procurem se DAR como casal a outros. 3) Não centralize suas vidas em coisas, mas em pessoas. Não esqueçam, vocês são eternos.

 

                O maior desejo de Deus é que a felicidade de vocês seja revertida em glória para Ele, pois é pela sua graça que podemos viver uma vida familiar completa. Desfrute destes princípios diariamente em oração, aplique nas suas vidas e de seus filhos e o amor crescerá, pois amar é decidir fazer sempre o melhor pelo outro.

Anúncios

O que achou? Conta pra gente...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s