FLOCOS DE CARINHO!

Havia uma pequena aldeia onde o dinheiro não entrava.

Tudo o que as pessoas compravam, tudo o que era cultivado e produzido por cada um, era trocado.

A coisa mais importante era o AMOR.

Quem nada produzia, quem não possuía coisas que pudessem ser trocadas por alimentos, ou utensílios, dava o seu CARINHO.

O CARINHO era simbolizado por um floco de algodão. Muitas vezes, era normal que as pessoas trocassem flocos sem querer nada em troca. As pessoas davam o seu CARINHO pois sabiam que receberiam de volta num outro momento ou noutro dia.

Um dia, uma mulher muito má, que vivia fora da aldeia, convenceu um pequeno garoto a não mais dar seus flocos. Desta forma, ele seria a pessoa mais rica da cidade e teria o que quisesse. Iludido pelas palavras da malvada, o menino, que era uma das pessoas mais populares e queridas da aldeia, passou a juntas os CARINHOS e em pouquíssimo tempo a sua casa estava repleta de flocos, ficando até difícil circular dentro dela.

Então, quando a cidade já estava praticamente sem flocos, as pessoas começaram a guardar o pouco CARINHO que tinham e toda a HARMONIA da cidade desapareceu. Surgiram a GANÂNCIA, a DESCONFIANÇA, o primeiro ROUBO, ÓDIO, DISCÓRDIA, as pessoas ZANGARAM-SE pela primeira vez e passaram a IGNORAR-SE pelas ruas.

Como era o mais querido da cidade, o garoto foi o primeiro a sentir-se TRISTE e SOZINHO, o que o fez procurar a velha para perguntar-lhe e dizer-lhe se aquilo fazia parte da riqueza que ele acumularia.

Não a encontrando mais, ele tomou uma decisão. Pegou um grande carrinho, colocou todos os seus flocos em cima e caminhou por toda a cidade distribuindo aleatoriamente o seu CARINHO. A todos que dava CARINHO, apenas dizia: – Obrigado por receber o meu CARINHO.

Assim, sem medo de acabar com os seus flocos, ele distribuiu até ao último CARINHO sem receber um só de volta. Sem que tivesse tempo de sentir-se sozinho e triste novamente, alguém caminhou até ele e deu-lhe CARINHO. Um outro fez o mesmo… mais outro… e outro… até que definitivamente a aldeia voltou ao normal.

MORAL DA HISTÓRIA:

Nunca devemos fazer as coisas pensando no que podemos receber em troca, mas devemos fazer sempre com o gosto de ajudar alguém. Lembrar que os outros existem é muito importante, muito mais importante do que cobrar dos outros que se lembrem de ti, pois sentimento sincero nos é oferecido espontaneamente, e assim saberemos quem realmente nos ama. Aqueles que te quiserem bem, lembrar-se-ão de ti. Receber sem cobrar é mais verdadeiro.

Receber CARINHO é muito bom. E o simples gesto de lembrar que alguém existe é a forma mais simples de fazê-lo.

Para todos vocês deixo meus flocos de CARINHO.

Anúncios

3 respostas em “FLOCOS DE CARINHO!

  1. muito edificante. já copiei prá levar pro nosso grupo de casais.Q Deus continue abençoando grandemente as suas vidas.

O que achou? Conta pra gente...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s