2º Mandamento do Casamento – Valorize seu cônjuge

“…preferindo-vos em honra uns aos outros.” (Romanos 12.10)

Valorizar é o mesmo que dar o devido valor, dignificar, honrar. A mulher vive o tempo todo buscando ser notada e reconhecida por seu marido. É por isso que se preocupa mais com a aparência do que o homem. Se a mulher é mais emocional e o homem mais racional, este precisa entender que esta diferença é que torna a relação bonita e interessante. Deste modo, todo cônjuge atento aproveitará as oportunidades que surgirem para exaltar, destacar as virtudes, qualidades um do outro acima das virtudes de outas pessoas. As mulheres precisam mais disso do que os homens, principalmente quando se trata de assuntos estéticos ou culinários.

(…)

Tanto o marido quanto a mulher estão na obrigação – segundo a Bíblia – de valorizar um ao outro. Pedro, como homem casado que era, estava consciente dessa necessidade dentro do casamento e determina em sua epístola o seguinte: “Igualmente vós, maridos, coabitai com ela com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco…” (1Pe 3.7)… Entretanto, dar honra, ou ter consideração, é o mesmo que dar valor, dignificar. (…) Já com relação à valorização que a mulher deve apresentar para com o seu marido, o mandamento foi dado por Paulo: “Não obstante, vós, cada um de per si também ame a própria esposa com o a si mesmo, e a esposa respeite ao marido” (Ef 5.33). Esse respeito de que trata o apóstolo, significa literalmente reverência, mas o termo também pode significar “admiração”, ou honra. Ao que parece, a mulher tem mais facilidade – por sua sensibilidade nata – para valorizar, dignificar o marido do que o contrário.

(…)

Quem valoriza, por conseguinte respeita e crê na sinceridade. O marido que respeita sua mulher não vilipendia sua intimidade, não viola seus valores pessoais, reconhece seu direito de opinar, etc.

(…)

O que significa respeitar? O vocábulo procede do latim “respectare”, e, literalmente, significa “olhar muitas vezes para trás” (Dicionário Aurélio). Seu sentido revela que quem respeita, trata com apreço (reconhece o devido valor), dignidade, honra. No Novo Testamente, a ordem para o homem é de amar sua esposa, e a esposa de respeitar seu marido (Ef. 5.33). (…) Esse respeito está ligado a uma espécie de reconhecimento da liderança do homem no relacionamento. Cada um deve considerar o outro com apreço, ou seja, valorizar seu próprio cônjuge e respeitá-lo em tudo, exatamente como já foi falado anteriormente.

O texto que encabeça esse mandamento, na sua íntegra nos diz o seguinte: “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros” (Rm 12.10). A frase que grifamos deve ser uma lei dentro do casamento.

(…) o que na verdade Paulo queria dizer com a sentença “preferindo-vos em honra uns aos outros” seria mais ou menos o seguinte, o contexto leva-nos a crer, que ele emprega o amor como a força propulsora para levar alguém a se esquecer de si mesmo em detrimento do próximo. Nosso cônjuge é a pessoa mais próxima de nós, e por amor a ele, buscamos fazer tudo para honrá-lo, valorizá-lo; porque quem deseja dar preferência ao seu cônjuge, somente se sentirá bem, feliz, quando o vir bem, alegre, satisfeito. Quando o marido reconhece o esforço de sua mulher em lhe agradar – e elas fazem isso o tempo todo – isso é na verdade, uma das melhores formas de valorizá-la. E quando a esposa percebe, e reconhece o esforço do marido em suprir a necessidade material dela (e da família), em procurar estar sempre presente em casa, e em ser uma referência saudável (bom cristão, honesto, trabalhador, etc.) para a formação dos filhos, ela está dando a ele o devido valor! Se esse respectivo valor não for reconhecido em casa, mais cedo ou mais tarde pode vir de fora, de estranhos, e isso é definitivamente perigoso para a relação (Pv 5.8-10). É péssimo para o relacionamento quando a mulher faz comparações depreciativas de seu marido em relação a outros homens; e vice-versa.

(…)

Como foi possível perceber, cada mandamento é a continuação um do outro e todos eles são motivados, embalados pelo amor verdadeiro. Quem ama, valoriza, honra e do mesmo modo, buscará aperfeiçoar-se na arte da boa comunicação, assunto esse que passaremos a tratar no próximo mandamento do casamento.

Fonte: BASTOS, Walter. Os dez mandamentos do casamento. 2 ed. São Paulo: Naós, 2004.

Anúncios

2 respostas em “2º Mandamento do Casamento – Valorize seu cônjuge

O que achou? Conta pra gente...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s