5º Mandamento do Casamento – Deixe seus pais para ser um com seu cônjuge

“Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne.” Gênesis 2.24

deixe seus pais

O mandamento acima foi repetido mais quatro vezes na Bíblia, sendo todas no Novo Testamento. Uma vez por Jesus Cristo, quando ensinava acerca do divórcio em Mateus 19.5, e que também foi registrado por Marcos em seu evangelho (10.5-9); e mais duas vezes pelo apóstolo Paulo, uma de forma subjetiva em 1Co 6.16 e outra, onde ele alista valiosas instruções acerca do lar cristão, para a igreja de Cristo da cidade de Éfeso (Ef. 5.31).

Jesus lembra a ordem da criação para reforçar o mandamento, para que nem tradição, nem costumes pagãos ou comportamento secular pudessem substituir o decreto de Deus.

Nos nossos dias observamos um comportamento social atípico conhecido como casamento matrilocal, que, segundo o Dicionário Aurélio, significa: “relativo à instituição segundo a qual o marido, pelo casamento, é obrigado a seguir a mulher, passando a morar na localidade dela”. Por causas de dificuldades financeiras, o homem aceita morar com os pais de sua esposa (e vice-versa), para iniciar a vida a dois. Seja qual for a desculpa, o ato não justifica a desobediência ao mandamento de Deus. Todo esforço deve ser desprendido para se deixar os pais logo depois do casamento. Se não for possível um desligamento imediato, deve-se fazer uma previsão a curto prazo e “tchau e bênção”. Caso contrário, os problemas – como a interferência – estarão à porta.

O Plano de Deus para o Casamento

O casamento funciona mais ou menos como no desenvolvimento celular de um embrião humano, pois logo após a fecundação, as células se multiplicam até formar todos dos tecidos e órgãos do corpo. a família também é assim, ou seja, uma continuação ou sequência interminável. Nossos pais deixaram nossos avós, também devemos deixar nossos pais e, os nossos filhos invariavelmente nos deixarão, e eles por sua vez não poderão impedir seus filhos de partir. Esse é o ciclo natural da vida determinado pelo Criador de todas as coisas. Quando a sogra disputa o amor do filho com a sua nora está em desobediência a Deus e poderá prejudicar seriamente o casamento de seu filho. A maior demonstração de amor que os poais podem dar a seus filhos é a “renúncia dos seus direitos paternos”.

(…)

A ordem divina foi clara, é preciso deixar para depois unir. O deixar pai e mãe pode ser estudado em pelo menos três aspectos: deixar físico, financeiro e emocional.

1 – DEIXAR FÍSICO (GEOGRAFICAMENTE)

“Quem casa quer casa!” Esse ditado é uma joia da sabedoria.

A casa é uma extensão da mulher. É uma parte do corpo dela. Ela precisa sentir segura, sentir o seu ambiente. É uma conquista dela. É melhor morar numa casa bem simples, com poucos móveis ou quase nenhum, mas morar na casa de vocês. Muitos casais só começaram a desfrutar a beleza do casamento depois de morarem na sua casa, mesmo que alugada.

2 – DEIXAR FINANCEIRAMENTE

O casal precisa ter independência financeira.

Mesmo que viva em condições mais humildes do que as de sua família, previsa viver com o que tem, sem depender de ninguém. Talvez nos primeiros anos de casamento terão que fazer sacrifícios, mas eles serão importantes para o crescimento e felicidade do casal. Existem muitos casos de pais e familiares que atrapalham a felicidade do casal porque, na boa intenção de ajudá-los, acaba tornando-os dependentes e imaturos.

3 – DEIXAR EMOCIONALMENTE

Não quer dizer que seus familiares já eram, mas que agora vocês são prioridade um para o outro. Isso não quer dizer que os pais devem ser deserdados, esquecidos, mas que o contato agora é mais esporádico, de vez em quando, final de semana, dias especiais…

Na prática, para o homem: nunca compare a comida dela com a de sua mãe; nunca a decepcione para agradar sua família. Para a mulher: nunca o compare com o seu pai, nunca saia de casa para resolver um problema.

O “deixar” tem uma razão de ser: para se “unir”. O verbo unir no hebraico é “lãwa”, e refere-se à ação de unir ou associar uma pessoa a outra, trazendo a ideia de relacionamento de aliança (Gn 29.34), ou seja, a união produzirá responsabilidades, deveres para ambos, e que não podem ser quebrados. Já o grego do NT apresenta a palavra “kollaõ” que significa unir bem junto, colar, cimentar. Jesus afirmou que ninguém pode separar o que Deus ajuntou (Mt 19.5).

Depois que conseguirem deixar pai e mãe, aí que estarão aptos a se unirem, tornando-se uma só carne. O QUE É SER UMA SÓ CARNE?

É decidir tudo juntos, o que comprar, onde morar, decisões financeiras etc. Ser os melhores amigos e confidentes um do outro. Não guardar segredos um do outro. Aceitação, aceitar muitos defeitos, erros. Considerar e dizer o quanto o outro é importante na sua vida. Reconhecer as diferenças, o homem precisa ser estimado, respeitado, a mulher precisa de segurança, ser desejada, ser a única.

Essa união espiritual torna a relação extremamente forte, como diz em Eclesiastes 4.12: “Um homem sozinho pode ser vencido, mas dois conseguem defender-se. Um cordão de três dobras não se rompe com facilidade.”

Podemos afirmar, sem medo de errar, que o êxito no casamento depende radicalmente dessa unidade espiritual, pois com Deus e em Deus “faremos proezas”.

A obediência ao 5º mandamento é fundamental para se ter uma relação sólida e bem ajustada. Com a bênção de Deus, a relação não se rebenta com facilidade, ao contrário, nele encontramos a força necessária para reparar os desgastes que o tempo pode produzir no relacionamento.

* Baseado no texto do livro Os dez mandamentos do casamento. Walter Bastos, São Paulo, Ed. Naós, 2004.

Anúncios

10 respostas em “5º Mandamento do Casamento – Deixe seus pais para ser um com seu cônjuge

  1. Perfeito!
    Ainda pensei q estivesse errada por querer construí minha vida a 3 ( eu , filha e marido), porém vivo em descordia por não querer aceitar o exagero de meu marido em ir p casa da mãe ( inúmeras vezes ao dia).
    O texto me vez ter a certeza que não estou errada , casei p construir nova vida a 2 de início.
    Mas, ele escolheu voltar p casa da mãe por conta que não aceito tanta intromissões por parte deles.

  2. Muito bom mesmo ,estou enfrentando situações no meu casamento pelo não cumprimento dessas passagens tanto eu como ele.

  3. Graças a deus,desde o inicio nunca cojitamos em morar com. Nossos pais,moramos em outra cidade e mesmo não dependendo de nada deles,e digo mesmo assitivemos probles por siumes.Minha mae queria competi com minha esposa e só resolvemos esse problemas depois que paramos e conversamos serio e hoje e uma bênção.

  4. Sinceramente uma bênção, inclusive estou com problema no meu casamento sobre esse fato de deixar pai e mãe, pois desde que eu me casei com minha esposa ela insiste em está uma vez por semana na casa da mãe dela para ajudar nos afazeres domésticos e eu sou de acordo por causa que nós fizemos uma aliança com o nosso Deus, não com sua mãe

  5. esse texto passou a ser muito edificante para mim. agora com toda segurança vou pode cortar “laços”. Estava deixando muito meu marido sozinho , para dá atenção a minha mãe. e, isso já estava afetando meu casamento.

O que achou? Conta pra gente...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s